quarta-feira , janeiro 16 2019
Capa / Turismo Étnico-Afro (Página 3)

Turismo Étnico-Afro

Igreja de Nossa Senhora da Barroquinha

Igreja de Nossa Senhora da Barroquinha

O Espaço Cultural da Barroquinha, em 2012. Sua fachada tem elementos rococó e torres decoradas com azulejos. A Igreja de Nossa Senhora da Barroquinha, construída entre 1722 e 1726, além de um templo católico, era um espaço ligado às tradições das nações africanas, sendo frequentada por mulheres “nagô-iorubás”, da nação Ketu e pelos moradores e trabalhadores locais. A Lenda conta que princesas vindas Oyó e Ketu, na condição de escravas fundaram uma comunidade nas proximidades do que é hoje é a Barroquinha e construíram ali o terreiro que hoje é a Igreja. Conta-se, também, que foi o primeiro terreiro do Brasil.   A Igreja quase foi destruída por um incêndio em março de 1984 e se encontrava em um estado ... Leia Mais »

Louis Armstrong Stadium

Louis Armstrong Stadium

Louis Armstrong Stadium é um estádio de tênis do Aberto dos EUA, o último de cada ano quatro torneios do Grand Slam. Ele está localizado no USTA Billie Jean King Center Nacional de Ténis em Flushing Meadows-Corona Park, na cidade de Nova York bairro de Queens, foi o principal estádio antes de Arthur Ashe Stadium foi inaugurado em 1997, e é agora o n º 2 do estádio. O estádio recebeu o nome do músico de jazz famoso Africano-americano, Louis Armstrong (que morava perto até sua morte em 1971). O estádio inaugurado no site em 1964 para a Feira e devido ao patrocínio da Corporação cantor foi chamado a bacia Cantor de 1964 Mundial de Nova York. Em 1978, o ... Leia Mais »

Porto de São Mateus – São Mateus – ES

Porto de São Mateus – São Mateus – ES

O Porto é um bairro localizado na cidade de São Mateus, estado do Espírito Santo. Seu nome deriva do cais encontrado as margens do Rio Cricaré, que teve grande importância no desenvolvimento econômico da região do Cricaré, sendo o principal porto negreiro do Brasil Colônia. História O desenvolvimento econômico de São Mateus no Século XIX teve como sustentáculo o trabalho escravo do negro, que era comercializado nun largo existente à beira do Rio São Mateus. Foi nele que foi apreendido o último carregamento clandestino na costa brasileira em 1856, quando foi aprisionado por uma escuna norte-americana na barra de São Mateus com 350 africanos. Os primeiros sobrados no cais do porto foram construídos no Século XIX, antes ali só existia ... Leia Mais »

Rua do Bom Jesus (antiga Rua dos Judeus) –Recife – PE

Rua do Bom Jesus (antiga Rua dos Judeus) –Recife – PE

Desde o tempo da ocupação holandesa, a Rua dos Judeus era a mais importante do bairro do Recife, possivelmente em decorrência de seu traçado natural de velha estrada, que conduzia viajantes procedentes de Olinda. Passou a se chamar Rua do Bom Jesus, a partir de 1870. Embora não se saiba a localização exata, ali teria existido um mercado de escravos africanos, registrado pelo desenhista Zacharias Wagener (1614-1668) em sua obra “Mercado de Escravos do Recife”. Essa artéria é a que se denomina hoje rua do Bom Jesus. Antes de ter esse nome foi chamada, ainda rua da Cruz e dos Mercadores. A designação de Rua dos Judeus deveu-se ao fato de congregar um grande número de comerciantes judeus e de ... Leia Mais »

Fonte do Itororó – Santos – São Paulo

Fonte do Itororó – Santos – São Paulo

Importante para o abastecimento da cidade, estava ligada ao comportamento da população que, a pretexto de ir beber água, transformou o local em ponto de encontro de conhecidos, amigos, namorados. Esse hábito inspirou os versos da canção popula r para adultos, que acabou incorporada ao repertório infantil: Eu fui no Itororó / Beber água e não achei / Achei bela morena / Que no Itororó deixei… Embora na Bahia também exista uma fonte com esse nome, historiadores comprovam que se deve à nascente de Santos a invocação da canção, já que a melodia pertence ao folclore paulista. A fama da música supera a singeleza do chafariz parietal, que consta de cuba tripartida encimada por azulejos brancos. Eles são arrematados por ... Leia Mais »

Dique do Tororó – Salvador – Bahia

Dique do Tororó – Salvador – Bahia

O Dique do Tororó é o único manancial natural da cidade de Salvador, no estado da Bahia, no Brasil, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, comumente reduzido para Dique, que possui uma lagoa de 110 mil metros cúbicos de água. É delimitada, atualmente, pelo bairro do Tororó em sua margem esquerda, pelo do Engenho Velho de Brotas em sua margem direita, ao Norte, pelo estádio Itaipava Arena Fonte Nova e, ao Sul, pelo bairro do Garcia. É margeado pelas avenidas Presidente Costa e Silva e Vasco da Gama - que, ao Sul, convergem para a avenida Centenário e o Vale dos Barris. Uma de suas principais características são as oito esculturas de orixás flutuando no espelho d'água ... Leia Mais »

Pelourinho – Salvador

Pelourinho – Salvador

  O Pelourinho é o nome de um bairro de Salvador, a capital do estado brasileiro da Bahia. Se localiza no Centro Histórico da cidade, o qual possui um conjunto arquitetônico colonial barroco português preservado e integrante do Patrimônio Histórico da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura. O bairro é carinhosamente chamado de "Pelô" pelos moradores. O Pelourinho, popularmente designado também como picota, é uma coluna de pedra colocada num lugar público de uma cidade ou vila onde eram punidos e expostos os criminosos. Tinham também direito a pelourinho os grandes donatários, os bispos, os cabidos e os mosteiros, como prova e instrumento da jurisdição feudal. Os pelourinhos foram, pelo menos desde finais do ... Leia Mais »